Coleta do Tecido do Cordão Umbilical

O tecido do cordão umbilical  contém células-tronco mesenquimais, as quais possuem capacidade de gerar diferentes tecidos: osso, tendão, cartilagem, tecido adiposo e muscular, suporte medular e células neurais, colocando-se assim em evidência para procedimentos de engenharia de tecidos e suporte ao transplante de medula óssea.1

  1. Vantagens do Tecido do Cordão Umbilical
  2. Mais afinidade com regeneração tecidual epitelial
  3. Maior compatibilidade tecidual
  4. Maior chance de tratamento no futuro
  5. Maior capacidade de expansão numérica
  6. Suporte ao transplante de SCU (sangue de cordão umbilical)

O armazenamento de células-tronco do tecido do cordão umbilical originou-se em decorrência de algumas pesquisas que mostraram que as células-tronco derivadas de sangue de doadores mais velhos mostram sinais de envelhecimento que reduzem sua capacidade regenerativa, comparadas com as células-tronco de doadores mais jovens. [1 ] [2]  Algumas alterações que ocorrem devido ao envelhecimento das células podem levar a uma diminuição da função do sistema imunológico e as alterações na produção de células sanguíneas.

1 Gary van Zant, Ying Liang, Concise Review: Hematopoietic Stem Cell Aging,Life Span, and Transplantation. Stem cells Translational Medicine 2012;1:651–657.
2 Mechanisms that regulate Stem Cell Aging and Life Span, Cell Stem Cell 2013 Feb 7; 12(2): 152-65.

A coleta do tecido de cordão umbilical ainda é um procedimento experimental, diferente da coleta de células-tronco do sangue do cordão umbilical, que possui a RDC 9 (terapia celular), normatização específica da Anvisa para ta4is  protocolos no Brasil.

A coleta, tanto das células-tronco do sangue de cordão umbilical como do tecido do cordão umbilical é feita logo após o parto. É um procedimento simples, seguro, rápido, sem dor ou desconforto para a mãe ou para o recém-nascido. O profissional habilitado para realizar o procedimento, recolhe cerca de 15 cm do cordão e o coloca em um frasco específico com o meio de cultura.

O material é transportado até o laboratório e as células são processadas e submetidas ao rebaixamento progressivo da temperatura (criopreservação) até atingir aproximadamente 180° negativos. Dessa2 maneira, as células ficam armazenadas e tornam-se imediatamente disponíveis para uso, caso necessário.

Extrair a célula mesenquimal e expandí-la numericamente antes da estocagem, é um diferencial, já que a grande maioria dos bancos oferece um serviço de processamento rápido, guardando diretamente o tecido, sem qualquer expansão das células.

 

Para a contratação da coleta de células-tronco do tecido do cordão umbilical, preencha o formulário no link://criogenesis.com.br/celulastronco/inscrevase , para que nossa equipe possa contatá-lo.