Plasmaférese – é a troca plasmática do paciente usando a tecnologia de aférese. Usado principalmente para o tratamento de doenças mediadas por anticorpos.

As principais indicações são:

  • Lupus eritematoso sistêmico
  • Esclerose múltipla
  • Síndrome de Guillain Barré
  • Rejeição após transplante cardíaco
  • Rejeição após transplante renal
  • Síndrome de Devic (neuromielite ótica)

A Criogênesis atende por meio do encaminhamento de todo material necessário para a realização do procedimento, incluindo uma equipe especializada em tecnologia de aférese.

Fotoferese Extracorpórea – é uma modalidade de terapia celular que tem demonstrado eficácia no tratamento de doenças auto-imunes, mediadas por células T e ainda induzir tolerância em transplantes de órgãos sólidos. Essa técnica funciona por meio da ação fotobiológica do 8 –MOP (metoxalen-UVADEX) sobre os leucócitos, adquirido após a exposição à irradiação UVA, causa apoptose de células T e ativação de monócitos resultando a um efeito imunomoulador e anticlonotípica.

Principais indicações:

  • Linfoma de células T cutâneo / Síndrome de Sezary,
  • Doenças enxerto – versus – hospedeiro após transplante de células-tronco hematopoiéticas,
  • Esclerodermia,
  • Doença de Crohn,
  • Pênfigo vulgar,
  • Rejeição de órgãos sólidos (coração e pulmão).

A Criogênesis atende por meio do encaminhamento de todo material necessário para a realização do procedimento, incluindo uma equipe especializada em tecnologia de aférese.

Bibliografia:

Szczepiokowski ZM, Winters JL, Bandarenko N, Kim HC, Linenberger ML, Marques MB, Sarode R, Schwartz J, Weinstein R, Shaz BH, Apheresis Applications Committee of American Society for Apheresis. Guidelines on the use of therapeutic apheresis in clinical practice – evidence – based approach from the Apheresis Applications Committee of the American Society for Apheresis. J. clin Apher. 2010; 25 (3): 83 – 177.