Estudo defende que ser pai de menina torna o homem menos machista

paternidade-negra-1200x675.jpg

Segundo estudo realizado no Reino Unido, homens que tem filhas meninas são menos machistas! O fenômeno foi estudado na London School of Economics and Political Science (LSE), no Reino Unido, e ganhou até nome: “The Mighty Girl Effect”, o poderoso efeito feminino!

A pesquisa foi publicada na revista Oxford Economic Papers e analisou crianças nascidas entre 1991 e 2012. Pais e mães são afetados de formas diferentes depois do nascimento de uma menina, mas o impacto nos homens é maior. Essa mudança acontece logo que a meninas nasce, mas cresce quando ela entra em idade escolar, pois passa a sofrer com os padrões de gênero da sociedade.

Com isso, os pais tendem a mudar seus pensamentos e ações, passando a acreditar cada vez menos em “papéis tradicionais” de cada gênero e outros conceitos sexistas. Segundo a análise, na escola primária, 8% dos pais de meninas já acreditam que não são os meninos que comandam a casa. Na escola secundária, esse número cresce para 11%.

Segundo Joan Costa-Font, do Departamento de Política de Saúde da LSE (London School of Economics), “o estudo mostra que as atitudes, em vez de fixas ao longo do tempo, podem mudar mais tarde na vida.” Segundo ela explicou a Revista Galileu, a exposição a novas circunstâncias pode mudar comportamentos que antes acreditava-se serem permanentes.


Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios *