As 6 dúvidas mais comuns dos pais sobre segurança

Cadeirinha-infantil.jpg

Como evitar engasgos em bebês? O que fazer se o meu filho bater a cabeça? Por que não devo colocá-lo no andador? Veja respostas

  1. Como tornar a casa mais segura para o meu filho?

Existe uma série de medidas importantes, como colocar redes em janelas, instalar grades em escadas, guardar medicamentos e produtos de limpeza fora do alcance e manter as portas da cozinha e do banheiro fechadas, para começar. Mas nada substitui a supervisão dos adultos.

  1. Como evitar engasgos em bebês e o que fazer nessa situação?
    A primeira coisa é retirar objetos pequenos, como moedas, brinquedos e pilhas, do alcance dela – até mesmo balões (vazios) podem ser perigosos. O bebê deve comer sempre sentado, com supervisão de um adulto. Corte os alimentos em pedaços pequenos e estimule o seu filho a mastigá-los direito. Ao notar que o bebê está com dificuldade para respirar, não tente sacudi-lo ou tirar o corpo estranho com a mão, pois ele pode mudar de lugar e obstruir ainda mais a passagem de ar. Segure o bebê no colo, de frente para você e ligue para a emergência. É possível que ele volte a respirar normalmente ao tossir. Casos mais graves exigem conhecimento de algumas manobras de salvamento, por isso,a recomendação é que todos os pais e cuidadores façam o curso de primeiros-socorros.
  1. Meu filho bateu a cabeça, e agora? Posso deixá-lo dormir depois do acidente ou é lenda?

Quando a queda é da mesma altura do bebê, fique tranquilo. Basta aplicar gelo no local da batida e observar o comportamento da criança nas primeiras 12 horas. Mantenha a rotina dela normalmente, incluindo as sonecas. Mas caso ela apresente algum sintoma, como vômito, irritação ou sonolência em excesso, leve-a ao PS para checar se está tudo bem. O mesmo vale para quedas de alturas maiores, principalmente a partir de 1,30 m.

  1. É arriscado mesmo ter protetores no berço do meu filho?
    Sim, pois a sufocação acidental é uma das principais causas de morte por lesões em bebês, segundo dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças americanos. Cerca de 70% das mortes por sufocamento envolvem travesseiros, cobertores e outros objetos macios, de acordo com o levantamento.
  1. Por que não devo colocar o meu filho no andador?
    A SBP contraindica o uso do acessório por causa do risco de quedas e traumatismos. Isso sem falar que ele interfere no desenvolvimento motor ao impedir que o bebê apoie os pés corretamente no chão ao se deslocar.
  1. Preciso levar a cadeirinha de carro do meu filho ao pegar táxi com ele?
    Ainda que a medida não seja obrigatória nesse tipo de transporte, para garantir a segurança do seu filho, leve-a sempre que possível. Um novo estudo da SBP, em parceria com a Abramet (Associação Brasileira de Medicina do Tráfego), apontou que o uso de cadeirinhas em veículos reduziu em 33% o número de crianças vítimas do trânsito.

Fonte: Revista Crescer


Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios *