Cirurgia plástica na criança pode? Em quais casos?

dr-andre-araujo-cirurgia-plastica-reconstrutora-otoplastia1-1200x633.jpg

Quando se fala em cirurgia plástica, as primeiras lembranças remetem as plásticas de mamas, silicone, lipoaspiração, cirurgias de face, botox, preenchimentos, etc., mas sempre nos remete aos pacientes adultos.

Na prática, a cirurgia plástica é mais ampla e abrangente, pois envolve questões estéticas e reparadoras, e assim, atinge todas as faixas etárias, inclusive crianças. Isso mesmo, até as crianças se beneficiam de técnicas de cirurgia plástica. Vamos ver?

Quem não conhece a história de pelo menos uma criança com orelhas de abano, independente do sexo, que teve problemas com amigos no colégio ou em casa, com apelidos e chacotas, problemas de relacionamento e até comprometimento do desempenho escolar? A cirurgia plástica em orelhas de abano corrige esta alteração estética, e pode ser realizada a partir dos 7 anos de idade, quando ela já atinge sua maturidade. O ideal é que a própria criança peça para fazer a correção, pois assim, ela colaborará mais na recuperação.

O resultado é gratificante, pois é visível já no primeiro dia. É feita sob anestesia local e permite alta no mesmo dia, normalmente sem retirada de pontos, com poucos dias de recuperação. Complicações são raras, desde que seguidas às recomendações dadas pelo seu cirurgião plástico.

Acidentes em casa, brincando, ou mesmo na escola, podem levar a ferimentos em crianças (de qualquer idade) que muitas vezes necessitam de sutura. Qual o pai que não preferiria que um cirurgião plástico cuidasse deste ferimento? Não é que outros médicos não o façam adequadamente, mas é de conhecimento geral, que as técnicas de cirurgia plástica levam a cicatrizes mais discretas.

Crianças que nascem com más formações, sejam elas mais discretas ou mais evidentes, também precisarão passar por cirurgia plástica. Algumas das mais frequentes e conhecidas são as fissuras labiais ou labio-palatinas, um defeito congênito, mais comum em famílias que já tiveram algum parente com esta malformação.

A cirurgia é feita nos primeiros meses de vida e traz uma condição de normalidade para o convívio social da criança. Muitas personalidades e atores famosos tiveram esta má formação, como os atores Joaquin Phoenix e Stacy Keach, sem que isso impedisse o sucesso profissional. Outras malformações que serão corrigidas com cirurgias plásticas são a sindactilia (quando os dedos nascem fundidos, parcial ou totalmente) a polidactilia (quando há mais que 5 dedos, em mãos e ou pés), a microtia, que é a ausência de todo pavilhão auricular; a síndrome de Poland, que cursa com agenesia do músculo peitoral, e necessita cirurgia plástica tanto em homens como em mulheres, estas inclusive com o uso de implantes de silicone em idade adequada.

Muitas outras malformações são corrigidas com técnicas de cirurgia plástica, que tratam tanto a questão reparadora, pois devolvem a função de segmentos do corpo, como resgatam a questão estética, pois estas crianças depois de operadas se sentirão melhor integradas pela semelhança física com seus amigos, familiares e futuros amigos.

Manchas de pele ou tumores benignos de pele, também são causas frequentes de cirurgia plástica em crianças, especialmente quando há potencial para evoluir para câncer. Além da questão reparadora, o cirurgião plástico terá o cuidado estético para que se obtenha a resolução do problema com menores e melhores cicatrizes possíveis.

Fonte: Revista Materlife


Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios *